sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Visite o Teleférico do Alemão


Por Carlos Pinho e Rufino Carmona

Antes marcado pela violência e pelos desmandos do crime organizado, o Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, respira novos ares e parece vislumbrar dias cada vez melhores. Em pouco mais de dois anos, quando começaram as obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), não se pode negar que as mudanças foram impactantes. E a instalação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), esse ano, trouxe algo que os moradores talvez nunca houvessem experimentado: PAZ.

O grande símbolo dessa transformação é um teleférico que liga a antiga estação de trem do bairro de Bonsucesso, agora totalmente remodelada, ao complexo de morros. O que era considerado área de risco, agora virou ponto turístico!


As obras do teleférico começaram em setembro de 2008. O projeto foi inspirado no sistema de Medelin, na Colômbia. O investimento ficou em R$ 210 milhões, um dos maiores do PAC, ainda na gestão do ex-presidente Lula.


Inaugurado em 7 de julho de 2011, pela presidenta Dilma Rousseff, o Teleférico do Alemão possui seis estações e 152 cabines, cada uma com capacidade para transportar até dez passageiros. A viagem, que começa na estação de Bonsucesso, passa pelos morros do Adeus, da Baiana e do Alemão, chegando ao Itararé e depois ao ponto mais alto, a estação Palmeiras. A duração é de cerca de 16 minutos.

Cada estação tem área de lazer para a criançada e vários painéis pintados por artistas locais. Tem um painel, lá nas Palmeiras, de um garoto com seu pião, que é de encher os olhos.


O cenário, lá do alto, é único, deslumbrante. O dia ensolarado abençoou ainda mais a paisagem, enquanto eu fotografava.   

A visita ao teleférico é gratuita até o fim desse mês. No momento, opera de segunda a sexta-feira, das 15h às 20h. A partir de setembro, vai funcionar todos os dias, das 5h à meia noite. Os moradores da comunidade, que se cadastrarem, terão direito a uma passagem de ida e volta diariamente. 


Cariocas e turistas: vale a pena conhecer a nova jóia rara da Cidade Maravilhosa. O Teleférico do Alemão quer recebê-lo de braços abertos, assim como o Cristo Redentor, que já abraça a todos há tantos anos! 

Um comentário:

Nathy Freitas disse...

Seguindo se puder retribuir!

http://blogueirascaprichadas.blogspot.com/